Portal Ecclesia Site Ortodoxia.com.ar (em espanhol)
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Suplemento Litúrgico para os Domingos e Grandes Festas   Quarta-feira, 15 de Abril de 2020: 
 
 
 

«Grande e Santa Quarta-Feira»

Nesta quarta-feira, a Igreja dá-nos o exemplo da adúltera que, uma vez tendo se encontrado com o Senhor, percebeu a gravidade de seus pecados, caiu perante Ele e lavou os Seus pés com lágrimas e preciosos perfumes. Os hinos desta manhã exortam-nos a imitar a mulher pecadora confessando nossos pecados e nos afastando deles. Santa Unção em recordação desse tremendo ato de amor trazido por aquela que estava em pecado, a Igreja traz-nos nesta noite os santos óleos, e celebra o Sacramento da Unção para a saúde do corpo, da mente e do espírito.

6ª hora

Profecia do livro de Ezequiel.

[Ez 2: 3-3: 3]

disse-me: Filho do homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se rebelaram contra mim; eles e seus pais transgrediram contra mim até este mesmo dia. E os filhos são de semblante duro, e obstinados de coração; eu te envio a eles, e lhes dirás: Assim diz o Senhor DEUS. E eles, quer ouçam quer deixem de ouvir (porque eles são casa rebelde), hão de saber, contudo, que esteve no meio deles um profeta. E tu, ó filho do homem, não os temas, nem temas as suas palavras; ainda que estejam contigo sarças e espinhos, e tu habites entre escorpiões, não temas as suas palavras, nem te assustes com os seus semblantes, porque são casa rebelde. Mas tu lhes dirás as minhas palavras, quer ouçam quer deixem de ouvir, pois são rebeldes. Mas tu, ó filho do homem, ouve o que eu te falo, não sejas rebelde como a casa rebelde; abre a tua boca, e come o que eu te dou. Então vi, e eis que uma mão se estendia para mim, e eis que nela havia um rolo de livro. E estendeu-o diante de mim, e ele estava escrito por dentro e por fora; e nele estavam escritas lamentações, e suspiros e ais. Depois me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. Então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo. E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Então o comi, e era na minha boca doce como o mel.

Vésperas

Primeira Leitura: Livro do Êxodo.

[Ex 2: 11-22]

aconteceu naqueles dias que, sendo Moisés já homem, saiu a seus irmãos, e atentou para as suas cargas; e viu que um egípcio feria a um hebreu, homem de seus irmãos. E olhou a um e a outro lado e, vendo que não havia ninguém ali, matou ao egípcio, e escondeu-o na areia. E tornou a sair no dia seguinte, e eis que dois homens hebreus contendiam; e disse ao injusto: Por que feres a teu próximo? O qual disse: Quem te tem posto a ti por maioral e juiz sobre nós? Pensas matar-me, como mataste o egípcio? Então temeu Moisés, e disse: Certamente este negócio foi descoberto. Ouvindo, pois, Faraó este caso, procurou matar a Moisés; mas Moisés fugiu de diante da face de Faraó, e habitou na terra de Midiã, e assentou-se junto a um poço. E o sacerdote de Midiã tinha sete filhas, as quais vieram tirar água, e encheram os bebedouros, para dar de beber ao rebanho de seu pai. Então vieram os pastores, e expulsaram-nas dali; Moisés, porém, levantou-se e defendeu-as, e deu de beber ao rebanho. E voltando elas a Reuel seu pai, ele disse: Por que hoje tornastes tão depressa? E elas disseram: Um homem egípcio nos livrou da mão dos pastores; e também nos tirou água em abundância, e deu de beber ao rebanho. E disse a suas filhas: E onde está ele? Por que deixastes o homem? Chamai-o para que coma pão. E Moisés consentiu em morar com aquele homem; e ele deu a Moisés sua filha Zípora, A qual deu à luz um filho, a quem ele chamou Gérson, porque disse: Peregrino fui em terra estranha.

 

Segunda Leitura: Livro de Jó.

[Jó 2: 1-10]

vindo outro dia, em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também Satanás entre eles, apresentar-se perante o SENHOR. Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? E respondeu Satanás ao Senhor, e disse: De rodear a terra, e passear por ela. E disse o Senhor a Satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal, e que ainda retém a sua sinceridade, havendo-me tu incitado contra ele, para o consumir sem causa. Então Satanás respondeu ao Senhor, e disse: Pele por pele, e tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. Porém estende a tua mão, e toca-lhe nos ossos, e na carne, e verás se não blasfema contra ti na tua face! E disse o Senhor a Satanás: Eis que ele está na tua mão; porém guarda a sua vida. Então saiu Satanás da presença do Senhor, e feriu a Jó de úlceras malignas, desde a planta do pé até ao alto da cabeça. E Jó tomou um caco para se raspar com ele; e estava assentado no meio da cinza. Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua sinceridade? Amaldiçoa a Deus, e morre. Porém ele lhe disse: Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal? Em tudo isto não pecou Jó com os seus lábios.

Matinas

Evangelho

[Jo 12: 17-50]

Evangelho de Jesus†Cristo, segundo o Evangelista São João.

aquele tempo, quando Lázaro foi chamado da sepultura, a multidão que estava com Jesus testificava que ele o ressuscitara dentre os mortos. Por isso a multidão lhe saiu ao encontro, porque tinham ouvido que ele fizera este sinal. Disseram, pois, os fariseus entre si: Vedes que nada aproveitais? Eis que toda a gente vai após ele. Ora, havia alguns gregos, entre os que tinham subido a adorar no dia da festa. Estes, pois, dirigiram-se a Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e rogaram-lhe, dizendo: Senhor, queríamos ver a Jesus. Filipe foi dizê-lo a André, e então André e Filipe o disseram a Jesus. E Jesus lhes respondeu, dizendo: É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado. Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna. Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará. Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora. Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei. Ora, a multidão que ali estava, e que a ouvira, dizia que havia sido um trovão. Outros diziam: Um anjo lhe falou. Respondeu Jesus, e disse: Não veio esta voz por amor de mim, mas por amor de vós. Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo. E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim. E dizia isto, significando de que morte havia de morrer. Respondeu-lhe a multidão: Nós temos ouvido da lei, que o Cristo permanece para sempre; e como dizes tu que convém que o Filho do homem seja levantado? Quem é esse Filho do homem? Disse-lhes, pois, Jesus: A luz ainda está convosco por um pouco de tempo. Andai enquanto tendes luz, para que as trevas não vos apanhem; pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai. Enquanto tendes luz, crede na luz, para que sejais filhos da luz. Estas coisas disse Jesus e, retirando-se, escondeu-se deles. E, ainda que tinha feito tantos sinais diante deles, não criam nele; para que se cumprisse a palavra do profeta Isaías, que diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor? Por isso não podiam crer, entào Isaías disse outra vez: Cegou-lhes os olhos, e endureceu-lhes o coração, A fim de que não vejam com os olhos, e compreendam no coração, E se convertam, E eu os cure. Isaías disse isto quando viu a sua glória e falou dele. Apesar de tudo, até muitos dos principais creram nele; mas não o confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga. Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus. E Jesus clamou, e disse: Quem crê em mim, crê, não em mim, mas naquele que me enviou. E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou. Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia. Porque eu não tenho falado de mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, ele me deu mandamento sobre o que hei de dizer e sobre o que hei de falar. E sei que o seu mandamento é a vida eterna. Portanto, o que eu falo, falo-o como o Pai mo tem dito.

Liturgia dos Pré-santificados

Apolitikion

Eis que o esposo vem no meio da noite.
Feliz o servo que ele encontrar vigilante.
Aquele, porém, que encontrar imprevidente,
será considerado indigno de acompanhá-lo.
Acautela-te, pois, ó minha alma,
a fim de que não sejas entregue à morte
e fiques fora das portas do Reino.
Mas, desperta, clamando: "Santo, Santo, Santo és ó Senhor!
Pela intercessão da Mãe de Deus, tem piedade de nós!

Kondakion

Pequei mais que a pecadora, ó Bom Deus,
mas não te ofereci torrentes de lágrimas.
Prostro-me agora, diante de Ti, adorando-te em silêncio
e beijando com amor teus pés imaculados,
a fim de que tu, que és o Senhor,
perdoes as minhas culpas, a mim que clamo:
«Ó Salvador, tira-me da lama de minhas ações!»

Oikos da Grande Quarta-feira

A mulher, que antes fora adultera de repente aparece casta,
compungida pelos seus atos horríveis do pecado e dos prazeres da carne.
Contemplando sua grande vergonha e a condenação aos castigos
que padecem os adúlteros e insolentes dos quais eu sou o primeiro;
Tremo, porém ainda persisto, ignorante que sou, em meus maus hábitos.
Mas a mulher adúltera, com temor e tremor,
correu para o seu Redentor, clamando:
"Salva-me, ó Filantropo, da desonra das minhas obras."

Sinaxarion da Grande e Santa Quarta-feira

No dia da Grande Quarta-feira,
os Santos Padres revestidos de Deus
instituiram a memória da mulher adúltera
que ungiu o Senhor com perfumes,
pois que isso se deu pouco tempo antes da Paixão.
Quando a mulher adúltera veio a Cristo
e derramou os perfumes em Seu Corpo,
ela se antecipou prefigurando a mirra
com que Nicodemos embalsamou o Corpo de Jesus,
no horrível dia de Seu Sepultamento.
Porém, Tu, ó Cristo Deus, o Ungido com perfume racional,
livra-nos das muitas paixões e tem piedade de nós,
porque só Tu és Santo e Filantropo. Amém.

Evangelho

[Mt 26: 6-16]

Evangelho de Jesus†Cristo, segundo o Evangelista São Mateus.

aquele tempo, estando Jesus em Betânia, em casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher com um vaso de alabastro, com ungüento de grande valor, e derramou-lho sobre a cabeça, quando ele estava assentado à mesa. E os seus discípulos, vendo isto, indignaram-se, dizendo: Por que é este desperdício? Pois este ungüento podia vender-se por grande preço, e dar-se o dinheiro aos pobres. Jesus, porém, conhecendo isto, disse-lhes: Por que afligis esta mulher? pois praticou uma boa ação para comigo. Porquanto sempre tendes convosco os pobres, mas a mim não me haveis de ter sempre. Ora, derramando ela este ungüento sobre o meu corpo, fê-lo preparando-me para o meu sepultamento. Em verdade vos digo que, onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua. Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes, E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata, E desde então buscava oportunidade para o entregar.

 

Uma Breve Reflexão

s ofícios matutinos (Matinas) da Grande Quarta e Quinta-feira refletem sobre temas diversos. No entanto, devemos pensar em dois fatos que a hinologia bizantina claramente contrasta: o arrependimento da Mulher Pecadora e a maquinação traiçoeira de Judas. Ambos encontram Jesus naquela ocasião, mas a Mulher estranha se prostra diante do Senhor a pedir-Lhe a remissão dos seus pecados, enquanto o conhecido discípulo, contemplando o fato, começa a maquinar sua traição contra o Mestre. Enquanto a Pecadora oferece o que de mais caro possui, fruto de suas ações pecaminosas, o Discípulo oferece o que acredita ser o mais sublime! Os hinos mostram claramente a contraposição:

“Ó miséria de Judas!
Contemplava a pecadora beijando os pés de Jesus,
meditando dissimuladamente sobre o beijo traidor;
e, enquanto ela desprendia as suas tranças,
ele se prendia com sua ira,
trazendo, em vez de bálsamo, sua pervertida maldade,
pois o crime não sabe honrar o que realmente deve.
Da miseria de Judas,
livra-nos, ó Deus nosso!

Por isso é que refletimos sobre o arrependimento da Mulher Pecadora e sobre a condenação de Judas, que, tendo cometido o erro, não pode se arrepender, e por isso é que, revestido de remorso e desespero, ele próprio se julga, se auto impõe a justiça e se enforca. O amor de Deus, no entanto, é muito maior que o crime de Judas; Judas, porém, negou-se a se arrepender. O arrependimento é a prova e a consciência do amor de Deus por nós, e Judas não quis se redimir. Enquanto a Pecadora tudo oferecia para mudar a sua vida, Judas não quis se arrepender.

FONTE:

Boletim da Arquidiocese Ortodoxa de Buenos Aires e Exarcado da América do Sul, 2020.

 

Voltar à página anterior Topo da página  
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Canto Bizantino • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas