Suplemento Litúrgico para Domingos e Grandes Festas

SINAXE

Termo quase desconhecido antes do aparecimento do cristianismo, tornou-se palavra técnica na liturgia bizantina para indicar, tanto a assembleia dos féis quanto a Eucaristia, mais exatamente a comunhão.

SINAXE e o homônimo SINAGOGA provém da mesma raiz grega. Os primeiros cristãos, para diferenciar suas assembleias das dos judeus, e, depois das dos hereges, adotaram uma diferente desinência (conforme epif., PANAR. 30,18).

São Cirilo de Jerusalém distingue claramente as assembleias que se realizavam no domingo e no dia da Ascenção do Senhor, da qual fixa a ordem das leituras (Cat. XIV, 24), daquelas das quais dava suas instruções catequéticas. Enquanto Crisóstomo não parece manter esta distinção, Basílio fala de uma sinaxe visível e de uma sinaxe espiritual dos fiéis que servem a Deus em espírito e verdade, e que chama de santa (Hom. 1 in psalmum 28).

O termo indica ainda a participação dos fiéis na celebração dos Santos Mistérios e na sua íntima união com Cristo, e ainda, mas distanciando-se da acepção original, a forma de oração ou de culto dos monges e das monjas (Apophthegmata Patrum: PG 65,220). No ambiente monástico latino aparece tardiamente com o significado de Colecta e indica tanto a celebração litúrgica, que tem o ponto culminante na Eucaristia, quanto a celebração composta pela oração e a salmodia. (Regra de São Bento XVII, 17).

FONTE: DI BERARDINO, A.,  Dicionário patrístico e de antigüidades cristãs, Petrópolis. São Paulo: Vozes/Paulus, 2002.

Neste domingo, 22 de maio de 2022, celebramos: