Portal Ecclesia
Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Seleção de ícones bizantinos Galeria de Fotos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Calendário litúrgico bizantino Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas A Montanha Sagrada Links relacionados Contate-nos
 
 
  MOSCOU - Rússia:
     

O Interior da Catedral de Cristo Salvador

a beira do rio Moscou, não muito longe do Kremlin, uma linda catedral com cinco cúpulas douradas chama a atenção dos turistas que visitam a capital russa. A catedral do Cristo Salvador é um marco na cidade, não só pela sua beleza, mas também pela sua história incomum.

A igreja original que existia no local foi destruída pelos comunistas em dezembro de 1931. A intenção era construir no mesmo local um "Palácio dos Sovietes", com uma torre de 415 metros de altura coroada por uma estátua de Lênin. Mas o plano nunca saiu do papel.

Nos anos 80 surgiu o movimento para reconstrução da catedral e em 1994, o governo de Moscou, já depois do final do comunismo, decidiu apoiar a idéia. A obra começou no início de 1995 e foi completada só no ano 2000.

Clique sobre as imagens para ampliar

reconstrução da catedral do Cristo Salvador pode ser encarada como um símbolo do ressurgimento da Igreja Ortodoxa no país, depois de décadas de ateísmo estatal. A Igreja ortodoxa é dominante na Rússia, Ucrânia e outros países eslavos da ex-União Soviética.

Na Rússia e nos demais países da União Soviética, não era proibido ir à igreja, mas as pessoas sofriam uma grande pressão para não praticarem sua religião.

Segundo a ideologia estatal soviética, a religião era considerada "o ópio do povo" - um instrumento de alienação e manipulação das massas que poderia prejudicar o Estado comunista. Do lado de fora da catedral, vários fiéis lembram as dificuldades daqueles tempos.

Eu trabalhava num posto de saúde e várias vezes meu chefe deu a entender que alguém poderia perder o emprego se fosse à igreja,

... explica uma mulher, usando o véu para cobrir a cabeça - como é exigido às mulheres que entram em uma igreja ortodoxa russa. Outra lembra dos perigos que tinha que enfrentar se quisesse simplesmente satisfazer sua curiosidade e ver como a igreja era por dentro.

Eu lembro que era membro da juventude comunista e todos nós éramos obrigadas a usar um lenço vermelho", explica. "Eu era bem jovem, e algumas vezes tirava o lencinho para poder entrar escondida numa igreja e ver como era o interior.

Segundo historiadores, a formação do império russo está intimamente ligada à evolução da Igreja Ortodoxa.

O Estado e a Igreja teriam colaborado para formar a própria identidade dos russos. E nos últimos anos, o aumento do número de paróquias ortodoxas nas ex-repúblicas soviéticas parece confirmar que os russos estão tentando reencontrar sua própria identidade, esquecida com o comunismo.

É especialmente agradável ver que, nos últimos 10 anos, o número de jovens que vai à igreja tem aumentado muito. A igreja está preocupada em atrair os jovens, criando um bom ambiente para que eles discutam a religião", explica Vsevolod Chaplan, porta-voz da Igreja Ortodoxa Russa.

A expansão da igreja nos últimos anos foi clara: hoje há cerca de 19 mil paróquias, enquanto em 1988 havia pouco menos de sete mil.

 

 
         
A Igreja Ortodoxa | Patriarcado Ecumênico | Arquidiocese Grega | O Monte Athos | Calendário Litúrgico | Canto Bizantino | Sinaxe | Synaxarion | Oratório | Sophia | N E W S