Portal Ecclesia
Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Seleção de ícones bizantinos Galeria de Fotos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Calendário litúrgico bizantino Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas A Montanha Sagrada Links relacionados Contate-nos
 
 
 
  JANEIRO-2015  
 
 
 

30/01/2015:

Entrevista com o metropolita Zizioulas de Pérgamo:

«O Sínodo pan-ortodoxo será dedicado à solução de alguns problemas internos das Igrejas ortodoxas. A Igreja católica, no Concílio Vaticano II, tinha ambições maiores. Mas o desejo de unidade é muito forte».

A afirmação é do metropolita Iohannis Zizioulas (foto), um dos teólogos vivos mais importantes, na conversa com o Vatican Insider no intervalo da cerimônia durante a qual recebeu o doutorado Honoris Causa da Universidade Católica de Milão, conferido pelo cardeal arcebispo da cidade, Angelo Scola, na qualidade de chanceler da faculdade teológica do ateneu, no sábado, 24 de janeiro. «É um privilégio poder presidir este solene ato acadêmico»  – disse Scola. «Que seja mais uma expressão do caminho comum com o qual estamos comprometidos. O gesto que estamos realizando documenta a impossibilidade de estudar a teologia sem a presença de mestres e de uma escola». Zizioulas pronunciou uma «lectio magistralis» dedicada ao valor da pessoa humana que deriva da Trindade. Foi uma conferência exemplar tanto por sua profundidade como pela clareza da exposição (Leia mais...).

25/01/2015:

CONHECIMENTO ESPIRITUAL NA FILOCALIA.

Nada nos pertence. O homem é apenas um pequeno ponto de conexão em meio a sucessão de inúmeras gerações. Cada homem e cada geração têm por tarefa receber a herança daqueles que os precederam e transmiti-la aos que o sucedem. Porém, neste retransmitir se dá uma transformação que é a sua contribuição específica, a marca de cada um e de cada geração que atua no tempo presente. O legado que nos ocupará aqui é a Filocalia do Padres, Vigilantes, também denominada de Grande Filocalia. Até agora, o público de língua espanhola (e portuguesa) tinha dela apenas vagas notícias graças aos «Relatos de um peregrino russo» em que, junto com a Bíblia, era a única bagagem que transportava consigo. Portanto, esta palavra misteriosa, Philokalia, ressoará logo nas mentes de alguns. É possível que outros conheçam uma pequena obra chamada «A Filocalia da oração de Jesus». Vale lembrar que se trata apenas de uma pequena seleção de textos da «Grande Filocalia», escolhidos a partir de um interesse específico, ou seja, a arte da oração do coração. A Grande Filocalia é muito mais extensa e envolve muitos outros aspectos da vida espiritual. É um legado precioso que, em cerca de 2.500 páginas, recolhe mais de mil anos de experiência espiritual dos monges da Igreja Oriental. (Texto completo em ESPANHOL disponível na Biblioteca de Espiritualidade de Ecclesia)

22/01/2015:

PATRIARCA COPTA TAWADROS II: «AS CHARGES OFENSIVAS NÃO AJUDAM A PAZ».

As charges de Maomé publicadas pela revista satírica francesa Charlie Hebdo são «ofensivas» e os ultrajes devem ser repudiados «em todos os níveis», declarou o Patriarca copta ortodoxo Tawadros II em desaprovação à escolha de capa dos sobreviventes da equipe da revista, cuja redação perdeu 12 membros no ataque terrorista de 7 de janeiro. Depois do massacre, a revista voltou às bancas na última quarta-feira, 14, com uma capa que mostrava uma caricatura do profeta Maomé chorando e segurando um cartaz que diz «Je suis Charlie», além do título «Tout est pardonnè» (Tudo está perdoado). «Eu rejeito qualquer forma de insulto pessoal e, quando as ofensas estão relacionadas com as religiões, não podemos aprová-las nem do ponto de vista humano, nem do moral e social. Elas não ajudam a paz do mundo e não produzem nenhum benefício». O Patriarca copta fez estas declarações ao conversar com jornalistas no contexto da importante visita ao Egito feita por Abuna Mathias, patriarca da Igreja Ortodoxa Etíope. Por sua vez, o Bispo copta católico de Gizé, dom Anba Antonios Aziz Mina, disse à agência Fides que «as charges são exaltadas como expressão de liberdade, mas a verdadeira liberdade é sempre responsável. Não ofende de forma gratuita, não ridiculariza e não fere os outros tocando em coisas do coração, especialmente em matéria de religião e fé. Talvez seja bom não dar importância a esses ataques e não ter reações que depois são manipuladas e falsificadas como se se tratasse de obscurantismo. Principalmente porque, para nós, cristãos, a fé é um dom gratuito de Deus, que Ele dá a quem quer. E quem o recebe não só não pode impô-lo aos outros, como sequer tem o problema de defendê-lo das ofensas. Porque é o Senhor mesmo quem defende o dom da fé». (Fonte: ZENIT.org)

06/01/2015:

TURQUIA AUTORIZA CONSTRUÇÃO DE NOVA IGREJA CRISTÃ NO PAÍS

Permissões não eram dadas desde 1928 - O Governo da Turquia autorizou a construção de uma nova igreja cristã no país, hoje com 99% da população muçulmana, e será a primeira igreja a ser construída, desde a implantação da República no país em 1923, após 92 anos de restrição. Várias igrejas já foram restauradas ou reabertas ao público, mas nenhuma nova ainda havia sido construída”, explicou um funcionário do governo, que pediu anonimato. Os cristãos são minoria neste país laico com 99% da população muçulmana, onde o governo é criticado com frequência por sua “tendência islamita”. O governo de Ancara, que espera que a Turquia entre na União Europeia, ampliou as liberdades religiosas – restaurando igrejas, monastérios e sinagogas. O novo templo será construído nos próximos meses no bairro de Yesilköy, em frente ao mar de Marmara, num terreno cedido pela prefeitura, segundo a fonte. O financiamento da obra será feito por uma fundação de defesa aos direitos dos siríacos (ortodoxos e católicos) que vivem principalmente no sudeste da Turquia, cerca de 20.000 pessoas. Yesilköy, situado no lado europeu de Istambul e conhecido como Santo Estevão, seu antigo nome, já abriga outras três igrejas: uma armênia gregoriana, outra grega ortodoxa e uma terceira católica. O papa Francisco, que visitou a Turquia no final de novembro, alertou para a situação precária em que vivem os cristãos do Oriente Médio, ameaçados pelos jihadistas no Iraque e na Síria.