Como mais vezes manifestastes o desejo de conhecer em que consiste a lei espiritual segundo o Apóstolo (Rom 7,14) e quais são o conhecimento e a atividade daqueles que desejam observa-la, nos expressaremos segundo nossas possibilidades. Em primeiro lugar, sabemos que Deus é o princípio, o centro e o fim de todo o bem.

E é impossível fazer o bem e nele crer se não for no Cristo Jesus e no Espírito Santo. Todo bem é dom do Senhor segundo o seu plano; quem assim crer, não o perderá.

Marcos o Asceta,
A Lei Espiritual, 1-3

Um é o Bem, que está além daquilo que é sem princípio e além da essência: a santa unidade em três hipóstases, Pai, Filho e Espírito Santo.

E esse Bem é a infinita união de três infinitos; a origem de seu ser e o como, que coisa e qual seja tal ser é absolutamente inacessível às criaturas. Foge a qualquer compreensão dos seres dotados de inteligência, pois não sai da sua profunda interioridade e transcende infinitamente todo conhecimento de qualquer que seja conhecimento.

Máximo o Confessor,
Sobre a Teologia, 1,1

Deus existe em si mesmo, pois é três hipóstases divinas, uma conatural e co-eterna com a outra, e presente uma na outra sem confusão. Desu está em tudo e tudo está em Deus; ele contém tudo e a totalidade está contida nele.

Tudo, portanto, participa da energia de Deus que tudo conserva unido a si, mas não participa de sua essência. Também os teólogos dizem que o ser de Deus que está em tudo é uma sua energia.

Gregório Pálamas,
Cento e cinqüenta Capítulos 104

Compartilhe isso:
 
 

0 comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Postar um comentário


 
 
 

Pesquisar

Arquivos

Siga-nos