Portal Ecclesia
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
Biblioteca Ecclesia
 
 
 

Catecismo Breve

«Ortopráxis - maneiras de viver a Ortodoxia»

11. Padre, abençoa-me!

Uma cena muito familiar em nossas igrejas é encontrar um sacerdote abençoando os fiéis. Ele o faz, traçando o sinal da cruz enquanto diz "A bênção de Deus esteja sobre todos vós".

Para se pedir a bênção ao sacerdote, coloca-se as mãos abertas, a direita sobre a esquerda, e depois de receber a bênção lhe beija as mãos. A forma indicada para pedir a bênção, não tem nenhum significado misterioso; é um gesto humilde dirigido a Deus que tem sua resposta por meio do sacerdote.

«o gesto de bênção» Pode-se pedir a bênção a um sacerdote não só apenas no interior de uma igreja, mas também fora dela. Raramente encontraremos um sacerdote ortodoxo sem sua veste talar, ou seja, a batina preta, principalmente nos países orientais. Já nos países do Ocidente é mais comum o uso da batina no interior da Igreja. Fora dela é comum encontrar padres vestidos com roupa civil com um distintivo que o identifique como um clérigo.

Quando há vários sacerdotes juntos e uma pessoa quer cumprimentar ou se despedir, deve sempre iniciar pelo sacerdote de maior grau. Se o bispo estiver entre os sacerdotes, é a ele que pedimos a bênção por primeiro.

Um segundo significado da bênção é a permissão para se fazer algo. Por exemplo: todos os ajudantes em um oficio litúrgico, antes de se vestir, devem pedir a bênção para o sacerdote que celebrará tal ofício. Ao dar a benção, ele estará permitindo que se ajude naquela cerimônia. Outro exemplo: há pessoas que antes de viajar ou de executar uma tarefa difícil, pedem a bênção sacerdotal e seus conselhos.

Finalmente, a bênção se dá muitas vezes durante os ofícios litúrgicos e a Divina Liturgia. Com as exclamações, "Paz a todos vós", "A bênção de Deus", etc, traçando a cruz, o sacerdote abençoa os fiéis e estes, em resposta, inclinam suas cabeças e se benzem. Quando o sacerdote nos aproxima qualquer objeto sagrado, cruz, evangelho, cálice, ícone, devemos nos benzer e, se possível, reverentemente beijá-lo.

Não se deve pedir a bênção ao sacerdote quando ele está dando a comunhão, incensando ou ungindo os fiéis com o óleo santo. Podemos lhe pedir a bênção, no entanto, ao concluir a confissão auricular, ao terminar a Divina Liturgia e ofícios litúrgicos, beijando a cruz que porta em suas mãos. O pedido de "sua bênção, padre", deve sempre soar alegre e solene e nunca converter-se em um estribilho apenas repetitivo.

Voltar à página anterior Topo da página
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas