Portal Ecclesia Site Ortodoxia.com.ar (em espanhol)
A Igreja Ortodoxa Atualizações e notícias Seleção de textos Subsidios homiléticos para Domingos e Grandes Festas Calendário litúrgico bizantino Galeria de Fotos Seleção de ícones bizantinos Clique aqui para enviar-nos seu pedido de oração Links relacionados Clique para deixar sua mensagem em nosso livro de visitas Contate-nos
 
 
O Monte Athos Monastério DOCHEIARIOU
 
 
 
  • Fundação: 1030-1032
  • Fundador: Euthymios, discípulo de Santo Athanasios
  • Dedicação: Arcanjos Miguel e Gabriel
  • Celebração: 08 de Novembro
  • Contato (tel.): +30-23770-23245 / 377 023320

MONASTÉRIO DOCHEIARIOU é um dos mais belos monastérios da Santa Montanha localizados a beira-mar. Encontra-se no lado ocidental da Península e tem sua fundação atribuída a Euthymios, um discípulo de Santo Athanásios, da Grande Laura, que se ocupava do ofício de "Docheion" (embarcação), de onde vem o nome dado ao monastério.

Durante o período da guerra da Independência da Grécia (1821-1831) sofreu grandes perdas em sua propriedade. Em primeiro plano, vê-se o refeitório (o antigo e o novo), no ponto mais alto, com uma elevada torre que sobressai do conjunto dos edifícios monásticos. O katholikón foi construído em 1568, sobre as ruínas da antiga igreja e destaca-se por sua grande altura. É a maior igreja de todos os monastérios athonitas, e sua construção foi possível graças a doações de Yoannes Lapousneanos. É dedicado aos Arcanjos Miguel e Gabriel.

Também é de 1568 os seus afrescos de autoria do pintor Tzortzis de Creta que em 1855, passou por uma restauração. No seu interior, exposto na entrada, está o milagroso ícone da Virgem Gorgoepekoos (pronta-ouvinte). Possui dez capelas, além do katholikón (igreja principal) dedicadas aos Arcanjos Miguel e Gabriel, aos Quarenta Mártires, a Anunciação da Santa Mãe de Deus, a Dormição da Virgem, a São Jorge, entre outros. O refeitório se ergue do lado ocidental do monastério, no lado oposto à entrada para o Katholikón. Tanto o katholikón como o refeitório foram construídos e decorados com afrescos da metade do século XVI - (1568). As pinturas das paredes da parte norte do refeitório são datadas de 1675 e 1700. Além dos afrescos do século XVI, há também no katholikón importantes afrescos do século XVIII no pórtico central, que são excelentes cópias de outros monumentos do século XIV.

Dentre as santas relíquias que guarda o monastério, a mais notável é um fragmento da verdadeira Cruz do Salvador. Igualmente notável é a biblioteca monástica, onde se encontram, além de peças históricas, os mais importantes manuscritos do ano 900. O acervo é constituído por 395 manuscritos catalogados, 46 outros sem classificação, além de 1.500 livros impressos. A comunidade monástica é formada por um grupo bastante ativo de monges (32 em 1990) que se ocupam de suas várias funções, em especial a hospitalidade aos peregrinos e estudiosos, observando a regra cenobítica de vida monástica. Ocupa a décima posição na ordem hierárquica dos vinte monastérios Athonitas.

 
   
 

Imagens pesquisadas na Internet:

Voltar à página anterior Topo da página
NEWSIgreja Ortodoxa • Patriarcado Ecumênico • ArquidioceseBiblioteca • Sinaxe • Calendário Litúrgico
Galeria de Fotos
• IconostaseLinks • Synaxarion • Sophia • Oratório • Livro de Visitas